Folclore do Rio Grande do Norte

1

- Anuncie Agora: 84 999583848 -

Que tal conhecer um pouco do Folclore do Rio Grande do Norte? O Brasil é completamente preenchido por cultura de diversos tipos e são feitas por diversas raças, por isso o folclore não pode faltar na nossa amada cultura.

Como uma das grandes riquezas que nós brasileiros possuímos, o folclore é rico em cultura, juntamente com o carinho que nós possuímos por ela, isso completa o forte nome do folclore.

O nosso Brasil possui diversas manifestações culturais, onde os ameríndios, os africanos e os portugueses compuseram nossa nacionalidade, que juntamente causaram a fusão das etnias, ocasionando a contribuição da dança, dos costumes, das superstições e etc. Por isso o folclore possui uma visão ampla de todas as manifestações culturais que recebemos de povos que aqui habitavam.

Folclore no RN

No Rio Grande do Norte podemos encontrar muitas manifestações relacionadas ao folclore. Encontramos mais manifestações no sertão potiguar, mas os outros municípios fazem manifestações relacionadas, onde podemos encontrar, histórias, brincadeiras, danças, atividades, entre outras.

No fim eles recebem todo o carinho merecido pelo evento e pelas manifestações locais, por isso nunca cansam de festejarem essas datas.

Sabemos que há histórias assustadoras que são contadas no interior do estado, mas, será uma verdade? será que eles criaram? como eles dão continuidade em histórias que parecem mentiras como alguns personagens folclóricos que conhecemos? por exemplo, boto cor de rosa; um homem que pode se tornar um boto rosa, ou a mula sem cabeça.

A criatividade pode colaborar com essas pessoas, mas mesmo se for mentira, é muito bom contar uma história que dá medo, pois isso é cultura, então esse estilo de cultura foi abraçada por nós brasileiros e, principalmente pelos potiguares.

Podemos encontrar algumas histórias que lá são contadas, sendo fake news, ou sendo histórias que podemos chamar de cultura, nesse artigo focaremos em algumas das lendas mais famosas do estado como:

  • Fantasma de Lampião no memorial da Resistência
  • A botija de Jararaca
  • O atormentado do cuscuz

Então vamos juntos aprender um pouco mais sobre essas aparições misteriosas do folclore do Rio Grande do norte.

Folclore do Rio Grande do Norte: Fantasma de Lampião

Folclore do Rio Grande do Norte
Folclore do Rio Grande do Norte

- Anuncie Agora: 84 999583848 -

Na cidade de Mossoró existe um memorial que celebra a sua resistência durante o ataque de lampião e de seus cangaceiros. Lá existe a lenda que diz que Lampião nunca esqueceu sua derrota, por isso ele volta como fantasma para assombrar o Memorial, o mesmo ocorre com os cangaceiros. Pessoas dizem que viram vultos dessas pessoas naqueles locais entre as madrugadas.

Folclore do Rio Grande do Norte: A botija de Jararaca

Folclore do Rio Grande do Norte
Folclore do Rio Grande do Norte

Essa lenda aborda um dos cangaceiros de Lampião, Jararaca, onde ele foge na batalha de Mossoró. Jararaca estava ferido nas costas e no peito, mas mesmo debilitado, ele atravessou uma ponte de ferro e se abrigou debaixo de uma planta, conhecida como oiticica, planta que extrai o babaçu.

Naquele lugar ele teria reunido todo seu tesouro e o teria guardado em uma caixa de charutos e lá mesmo enterrado. Depois que ele morreu o próprio apareceu para um homem, onde ele deu instruções de onde estava guardado o tesouro. Depois de encontrado o homem tentou agradecer, entretanto o Jararaca teria desaparecido.

Folclore do Rio Grande do Norte: O atormentado do cuscuz

Folclore do Rio Grande do Norte
Folclore do Rio Grande do Norte

Bem á noite surge, uma fumaça dentro dos fogões, enquanto as donas de casa estão preparando seu cuscuz. Esse ser que aparece na forma de uma fumaça derruba tudo que está ao seu alcance e até apaga os fogões, ele possui um odor semelhante a palha queimada.

Contam que talvez seria a alma de um homem que morava sozinho, e por incrível que pareça, só se alimentava de cuscuz. Contam também que dois homens aparentemente drogados entraram na sua casa e o amarraram em um coqueiro, logo após atearam fogo no rapaz.

Por enquanto que o homem morria queimado, os outros homens comiam todo seu cuscuz. Muitas pessoas acreditam nessa história, por isso muitos evitam comer cuscuz no jantar, só para não passar por maus bocados.

Aqui foram colocadas algumas histórias que lá são contadas, claro que possuem mais histórias. Mas lembrando que as danças também são uma forma de folclore, como, o coco o bumba-meu-boi, a embolada, entre muitos outros.

Quero conhecer um pouco mais!

Gostou de aprender um pouco mais sobre o folclore do Rio Grande do norte? então aprenda ainda mais lendo nosso artigo sobre: Praias Rio Grande do Norte.

- Anuncie Agora: 84 999583848 -

1 comentário
  1. […] Se você adora aprender mais sobre o Rio Grande do norte, não perca a chance de saber ainda mais sobre esse estado maravilhoso lendo nosso artigo sobre: Folclore do Rio Grande do Norte. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.